24/01/2008

'Coração de Papel'



Pegue um pedacinho vermelhinho de papel
recorte nele um coração que leve até o azul do céu
na magia da aurora, há um novo amanhecer
tudo vale à pena: sempre você saber.

O sol de cada dia, que se poe ao entardecer
nele também há um coração sempre a bater
nas florestas escondidas, batem um coração
sempre verde - verde em flor.

Nos cantos dos passarinhos, há um coração
que se poe a voar e espalhar amor
nas águas dos oceanos, há milhares de corações
batendo forte dançando com as mares.

Coração de mãe bate diferente
têm sempre lá no cantinho bem escondidinho
um perdão, para ser dividido
quando as magoas dos filhos crescidos
entristecerem este coração.

Coração vermelhinho de papel
vem juntinho aqui bater
no sonho de um amor
pronto para: suas batidas receber.


Viviani ketely

Nenhum comentário:

Postar um comentário